Our Recent Posts

Tags

Vacinas: quais não podem faltar no meu pet shop?


Quais as vacinas não podem faltar no meu pet shop? Pra que servem cada uma? Como faturar mais com vacinas no meu Pet Shop?

As vacinas são indicadas para cães e gatos por serem os animais que têm mais contato com as pessoas. Fique atento, pois algumas delas são específicas para cada animal, enquanto outras — como, por exemplo, a antirrábica — podem ser aplicadas tanto em cães quanto em gatos.

Eu preparei uma lista das principais para você não deixar faltar no seu Pet Shop:

Antirrábica

A raiva é uma zoonose, ou seja, pode ser transmitida do seu pet para você ou alguém da sua família. Ela é uma doença incurável e em todos os casos, leva a óbito precoce. Ela é transmitida por meio da saliva do animal doente, ou seja, lambidas ou mordidas.

A vacina deve ser aplicada após os 4 meses de vida que é, normalmente, após o ciclo das vacinas polivalentes que já vamos ver mais à frente.

Essa vacina é aplicada em dose única anual, sem necessidade de reforço.

V8 para cães

A vacina V8 é uma das mais aplicadas nos cachorros. Ela é polivalente, ou seja, protege para diversas doenças, sendo elas:

  • adenovirose;

  • cinomose;

  • coronavirose;

  • hepatite infecciosa canina;

  • Leptospira canicola ( que é um tipo de leptospirose);

  • Leptospira icterohaemorrhagiae ( que é outro tipo de leptospirose);

  • parainfluenza canina;

  • e parvovirose.

Essas doenças são extremamente perigosas e podem levar à morte do animal. Procure se informar sobre os sintomas e consequências de cada uma dessas doenças para poder dar as orientações básicas para os seus clientes.

V10 para cães

A diferença da V8 para V10 é a inclusão de outros 2 tipos de leptospirose: a Leptospira grippotyphosa e Leptospira pomona.

Se o cachorro tiver contato com urina de rato, então é importante garantir a imunização completa.

Tanto a V8 quanto a V10 devem ser tomadas após 45 dias de vida, aplicadas em 3 doses, com intervalo de 1 mês entre elas.

Tosse dos canis

É uma doença transmitida por 3 tipos de agentes infecciosos:

  • a bactéria Bordetella bronchiseptica;

  • o vírus parainfluienza;

  • e o adenovírus.

Ela causa febre, tosse seca, apatia, corrimento nasal e perda de apetite. É uma doença altamente contagiosa e pode ser passada por meio da tosse ou do espirro de animais contaminados.

Os animais que tomam a V8 ou V10 estão protegidos em relação a contaminação pelos vírus, mas devem receber a vacina da “tosse dos canis” para garantir a proteção para a infecção causada por bactéria.

Sua aplicação é dose única, aos 2 meses de vida do animal, com reforço anual.

Giárdia

Essa é uma doença intestinal muito comum, causada por um protozoário que pode ser contraído na água ou por meio do contato com outros animais doentes.

Também é considerada uma zoonose, podendo ser transmitida para pessoas. A vacina é destinada aos cachorros e é aplicada em 2 doses, com 15 dias de intervalo entre elas. O reforço é anual.

V3 felina

Nossos amigos felinos também precisam tomar vacinas, principalmente pelo seu perfil de serem mais exploradores e fugirem de casa com mais frequência. A V3 é uma polivalente que protege contra as seguintes doenças:

  • Panleucopenia: doença bem grave, que pode levar o gato a óbito em 2 ou 3 dias;

  • Calicivirose: doença respiratória grave

  • Rinotraqueíte: doença respiratória também grave, conhecido como “gripe dos gatos”.

V4 felina

A V4 felina protege contra todas as doenças anteriores, acrescentando a clamidiose. Essa doença é altamente contagiosa e afeta gravemente o sistema respiratório dos bichanos. Normalmente, a V4 é a vacina mais aplicada em gatos por proporcionar uma proteção mais completa.

V5 felina

A V5 felina protege contra as 4 doenças citadas anteriormente e também para a leucemia felina.

O vírus causador desse problema é o que leva os gatos a óbito, em maior quantidade, e pode ser transmitido por meio da saliva e das secreções nasais dos felinos. Ele pode ficar incubado no organismo por um tempo, sendo assintomático.

As vacinas polivalentes felinas devem ser aplicadas a partir dos 45 dias, em 3 doses com intervalo de 1 mês. Após esse período, deve ser feito o reforço anual.

Agora preste atenção para a importância das vacinas:

Elas são muito importantes para a prevenção de doenças sérias que comprometem a saúde do animal e, em muitos casos, não têm cura e levam o pet à morte.

Além disso, muitas delas (como a raiva e a leptospirose) são zoonoses e podem contaminar os seres humanos.

Também evitam a epidemia de problemas de saúde entre os próprios bichinhos, que podem levar a doenças de pets de outras pessoas — algo que poderia ser evitado se todos os pais e mães de bichos fizessem a sua parte.

Agora como faturar mais com vacinas?

É comum que donos de pet esqueçam das datas de aplicação das vacinas de seus bichinhos, reduzindo a eficácia da imunização do animal e gerando perda de faturamento para os Pet Shops com a venda dessas vacinas e consultas com o veterinário da clínica da loja.

Sendo assim, se você quiser aumentar seu faturamento com a clínica da sua loja é bom pensar em investir em controles mais eficazes dos ciclos de vacinação dos seus clientes para que você avise o dono do pet com antecedência de que a data da próxima dose está chegando. E como que faz isso? Você tem, pelos menos, 3 caminhos:

1 - Controlar na sua caderneta;

2 - Fazer uma planilha em Excel;

3 - Comprar um sistema de gestão específico, de preferência, que já envie uma mensagem ou e-mail para seu cliente avisando que está na hora de levar o pet para vacinar novamente. Esses sistemas podem te ajudar também no agendamento de consultas, controle das vendas, estoques de medicamentos, etc.

Fique ligado nas vacinas que você precisa ter em seu Pet Shop. Todas as listadas acima são fundamentais e importantíssimas, ok?

Grande abraço.

Ricardo de Oliveira

  • Preto Ícone LinkedIn

Paraná, Brasil